quarta-feira, abril 13, 2016

histórias curtas e mais longas em prosa poética



Toda a documentação estava organizada por ordem alfabética em ficheiros. Eram gavetas metálicas enormes, com cavaleiros a indicar a respectiva letra. Se procurasse, por exemplo, inocência, ia à letra i onde, depois de incêndio e antes de inocuidade, encontrava incentivo para tudo registar numa tábua rasa que guardava num canto da sala de trabalho.
À medida que os assuntos invadiam aquele espaço de cem metros quadrados, eu tinha de arranjar lugar para as palavras que se acumulavam, dispersas pelos mais variados lugares. Esta catalogação era uma tarefa minuciosa, mas simpática, que me trazia realização pessoal, pois convivia directamente com definições e conceitos úteis para a minha vida.
Algumas entradas tinham apenas a palavra em causa, mas depois havia um vazio. Era o caso de uma das primeiras, com a palavra absurdo, e uma das últimas, com a palavra universo. Todavia era um trabalho interessante, como dizia, também porque algumas pessoas vinham à sala para duas de conversa e davam-me coragem para arranjar soluções na arrumação dos ficheiros metálicos, às vezes com fatias de piza, barrinhas de chocolate e latas de coca-cola pousadas em cima. Esquecia-me de comer, por vezes, com o entusiasmo.
Até que um dia recebi ordens para abandonar o local de trabalho, ou seja, dispensaram-me para reestruturação do serviço. Sofri bastante com esta mudança (mudança era uma das entradas que apenas tinha nome, mas faltavam ainda explicações e elementos de registo mais detalhados).

7

terça-feira, julho 10, 2012

domingo, novembro 27, 2011

quarta-feira, novembro 02, 2011

o porquinho e as salsichas




video




Muita gente quer a vida assim, com esta ligeireza, com um processamento rápido que se substitui à maturidade. É esta ganância imediatista que nos trama.

domingo, fevereiro 27, 2011

Anda, Grande ou «Mind the gap»

video

Atenção ao intervalo entre o caos e o combóio, Jaques,

é proibido fumar em toda a rede do Metro

sábado, fevereiro 12, 2011

domingo, janeiro 23, 2011

terça-feira, novembro 30, 2010

O Chopin do Raúl



Raúl Peixoto da Costa

Tejo 2


video

Pretexto para ouvir um excerto das variações em si menor, de Carlos Paredes

sexta-feira, novembro 12, 2010

entrar nos eixos




Clicar na imagem para ampliar





Fotomontagem AF

domingo, outubro 10, 2010

Dilma, futura presidente do Brasil


e quando lhe fizeram aquela pergunta embraçosa, ela respondeu assim

dezdodezdedoismiledez

10 10 10

1o 10 10

10 10 10

10 10 10

sexta-feira, maio 14, 2010

segunda-feira, maio 03, 2010

orquestra

«Podemos olhar para uma orquestra e estar a ver um prolongadíssimo cruzar de pernas da Sharon Stone», disse Fernando Tordo em entrevista à Pública, de 24 de Abril


domingo, abril 18, 2010

quinta-feira, abril 15, 2010

quarta-feira, abril 07, 2010

segunda-feira, março 29, 2010

terça-feira, março 09, 2010

Sapatolas

video

vídeo AF 2010

E é também uma homenagem àqueles que sabem da arte e que dão um bom contributo para a economia e para a imagem da gente e foram até aqui

domingo, março 07, 2010

terça-feira, fevereiro 16, 2010

Crespingway
















Crespo encorpando Hemingway

- "E, no seu caso, para a história do jornalismo, o que é mais importante: o Mário Crespo repórter, pivô ou cronista?"
- O pivô não vale nada. Gostava de ser visto como entrevistador. Nã...
o queria ser visto como um apresentador. Transporto um jornalismo tradicional, do Orwell, do Hemingway.
(entrevista à "Visão")


segunda-feira, fevereiro 15, 2010

quinta-feira, fevereiro 11, 2010

Todos os ministros...







Amadeu Baptista, com "Antecedentes Criminais" na mão









«Todos os ministros das finanças são impostos.»

in Ladainha curta para excreção dos governos, inédito, 2010

domingo, janeiro 31, 2010

KGB

Kápsulas Gontra Borracheiras














Estas Kabsulas zervem para quando uba bessoa

bebe the mais e nau guer vicar emvriegada. Por

exempblo um esbião nua adega, ó num bar, a beber

em trabalho gom o zoutros, inimigos,para les zacar

goisas, invormações e u garaças...toma as K G Bs e está a

andar, zempre a bombar... vaz-me lembrar aguela

rezeita de beru do natal...Bas tem de tomar o Vermelho

e o Negro, gumó Stendhal tomava em Vrança...Hic

PS- o bartelo e a voice é que nu era prezizo ba nada




























sexta-feira, dezembro 18, 2009

o Único













Um Crespo não-palhaço.
"O Circo são os outros"

quinta-feira, novembro 12, 2009

domingo, novembro 01, 2009

Luvas


















Não vejo que mal possa ter o costume de oferecer luvas, ou dinheiro para comprar luvas.

terça-feira, outubro 20, 2009

sexta-feira, junho 05, 2009

sexta-feira, maio 29, 2009

PORNOGRAFIA



10 MILHÕES

10 MILHÕES

10 MILHÕES

sábado, maio 23, 2009

terça-feira, maio 19, 2009

Ainda a necessidade do uso do Pressionómetro

































Outras situações onde deve ser usado o pressionómetro,
para ver se houve pressão e qual o grau. O seu funcionamento é em tudo igual ao aplicado a outros seres humanos






quinta-feira, maio 14, 2009

pressionómetro


















Este aparelho, que serve para medir as pressões, é adpatável a qualquer pessoa. As pessoas da imagem são apenas um exemplo, nada mais. Em casos de pressões ilegais a penalização pode ser atribuída em função da intensidade da pressão exercida. Existem pressionómetros já programados, que ao efectuarem a medição indicam logo o tipo e grau de penalização a aplicar.

medidor de pressões





















Pressionómetro

Os resultados podem ser facilmente registados neste manómetro. Com este aparelho espera-se um contibuto eficaz e célere para os inquéritos em curso. Pode ser aplicado por qualquer pessoa a qualquer pessoa. Não necessita de de formação especial.

sexta-feira, abril 24, 2009

Interpretação de um cartaz


















No mercado de Benfica deram-me este saco de pástico para trazer legumes variados. Qual foi a ideia do autor?
- Acho que ele partiu da ideia de que o 25 de Abril era qualquer coisa que rebentava de quantidade e qualidade, qualquer coisa explosiva que ia revolucionar o staus quo, neste caso da produção e venda das cenouras.
- Pouco se importou se banalizava um acontecimento nacional. Funcionou exprimindo-se numa semântica implícita na ideia de mudança, neste caso da distribuição de cenouras.
A iconografia do Vinte Cinco de Abril pode assumir inúmeras formas. Conhecia um sujeito, que se fizesse um cartaz, dizia que punha a Linda Lovelace em cima de uma chaimite.
Há de tudo!

quinta-feira, março 26, 2009














Homem calçando o calçado com calçadeira


Mulher calçando-se com calçadeira

calçadeiras


segunda-feira, março 23, 2009